© 2017 Todos os Direitos Reservados  | OUVIDORIA - Ouvidores de Histórias  

  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Vimeo Icon

WEBSÉRIE - LAPA

“Lapa” nasceu no mesmo instante em que pensávamos a Ouvidoria - Ouvidores de Histórias. Acreditamos que todos temos histórias para contar, sejam cotidianas ou fantásticas, de pessoas anônimas ou personagens urbanos. Sairíamos às ruas para abordar ao acaso pessoas que cruzassem nossos caminhos e registraríamos em vídeo o momento de encontro e as histórias que dali surgissem.

 

Optamos por um equipamento enxuto, equipe reduzida e uma abordagem natural, sem criar o cenário de glamourização do vídeo. Procuramos interferir o mínimo no cotidiano e no momento da abordagem. Conversamos com pessoas nas ruas, na frente de suas casas e também fomos abordadas por elas. Em todas essas situações, começamos a conversa de maneira espontânea e sem perguntas prévias.

A proposta sempre foi pensar no conteúdo, mais que na estética. Priorizamos o momento do relato, mais que o primor técnico. Durante as entrevistas, houve interferência de pessoas, ruídos externos e outras situações em que, em uma gravação tradicional, teríamos parado de filmar: mas perderíamos a naturalidade do relato e o registro da vida cotidiana.

 

Gravamos a primeira série da Ouvidoria na Lapa, pois nos chamou a atenção um conjunto de ruas tranquilas em meio a vias expressas, trens e viadutos. Essas ruas levam o nome de obras do poeta paulistano Paulo Bomfim, hoje com 91 anos. Ali, não estávamos à procura de pessoas com relatos surpreendentes - quem somos nós para julgar o valor de uma história? - mas sim a maneira como elas se relacionam com lugar onde vivem, seus pensamentos, seus valores, suas opiniões e suas memórias.

 

Conhecemos o seu Antônio da Rua Relógio de Sol, o primeiro entrevistado e o único que soube contar de maneira precisa a história do nome das ruas. Falamos com a Tati e o Danilo, que logo indicaram a vizinha Cida, moradores da Cantiga do Desencontro. Ouvimos histórias da Tia Lilita, da Sinfonia Branca, e em sua casa ficamos por mais de duas horas. Trocamos ideias com a Simone e a Denacir, em frente ao portão de casa, na Rua Calendário. Nesse mesmo dia, conhecemos o seu Francisco, da Tempo Reverso, o único que não abriu o portão para nós e travamos a conversa ali mesmo, separado pelas grades. 

A série completa com seis episódios vai ao ar a partir do dia 18 de abril. Acompanhe semanalmente nosso site e nossas redes sociais para ver um episódio inédito a cada semana. 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now